fbpx

Recentemente assisti a uma declaração de Leo Jaime, que dizia o seguinte:                          

“Não havendo silêncio, nem ócio, não aparece o verso. A nota mais bonita de todas é a pausa”.

Lembrei de uma conversa que tive poucos dias atrás com um amigo a respeito da importância do silêncio. 

Não me contive e enviei a ele a reflexão do Leo. Olha o que veio de volta: “No sashimi, o nabo cortado representa a pausa de cada sabor e textura do peixe…”. Detalhe: meu amigo é um brilhante designer japonês. Adorei a metáfora, pontual. Podemos enxergar a vida como um nabo, ou o nabo como um momento nababesco de pausa e reflexão.

Poder parar e respirar entre um corte e outro nos tira do automático. Isso por si já tem uma importância enorme. As projeções econômicas para 2022 apontam um crescimento medíocre de 0,4% no PIB. Existem mais perguntas do que nossa capacidade de responder.

Estamos dentro do que chamam de estado acelerado de volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Luta e fuga caracterizam muito bem um dos tantos movimentos que os seres humanos praticam quando acuados, por isso, dar uma pausa na vida, nem que seja por apenas um breve momento, é fator de resgate de energia, fortalecimento.

O silêncio traz o conforto do abraço, nos possibilita sentir quando o corpo grita. Refletir estrategicamente sobre tudo o que nos cerca é, talvez, uma das melhores coisas que você pode fazer neste momento.

As empresas que estão indo bem são exigidas a performar melhor: isso se chama tensão. Já as que não estão cumprindo, são cobradas diariamente para acertar o passo: isso se chama angústia.

Quando se pausa, o barulho externo diminui e entramos em contato com a nossa própria essência. O intervalo nos permite escolher a próxima nota, isso vale para a música que criamos para a nossa própria vida. Poucas pessoas têm coragem de aceitar suas vulnerabilidades. Talvez, por isso, esse amigo japonês tenha me impactado tanto quando falou: “estou sobrevivendo a uma crise de significado de vida”.

Tudo o que está no “modo contínuo” deve ser pausado; ver que muito mudou é diferente de enxergar o quanto isso afeta sua vida e seus negócios. Você sabe que temos vários exemplos de modelos em exaustão nos mais diferentes setores. O excesso de informações nos remete a uma crise de confiança, afinal, qual é a verdade? São muitas incertezas, o ritmo de entrantes e produtos substitutos é gigante. Com a disparada dos preços e a falta de perspectivas, tem início um processo de poupança forçada, e não de consumo inconsciente. Novamente os três grandes pontos: como construir relevância (novos entregáveis); como contar essas estórias para as pessoas (abordagem/narrativa); como conectar com uma verdade da vida das pessoas (essa ponte é fundamental).

O caminho para resgatar significado para as marcas só tem um destino – entrar na vida das pessoas. Inovar passa por errar muito até acertar, não se consegue acelerar com o pé no freio. As respostas não estão apenas nos livros, tampouco as pessoas vivem apenas dentro das telas. A internet não é a solução de todos os problemas, tudo começa por compreender as dores e necessidades das pessoas.

As experiências que marcaram sua vida, com certeza, foram idealizadas por quem queria fazer você sentir bem-estar. Só a pausa nos permite construir algo maior às pessoas que queremos encantar.

Os autores dos artigos, vídeos e podcasts assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo de sua autoria. A opinião destes não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Instituto Dynamic Mindset.

 Comentários

Deixar um comentário

João Satt

João Satt

Estrategista – Idealizador da Metodologia SB/3C. Publicitário com especialização em marketing, professor e palestrante. Um dos profissionais mais premiados do País, tanto em eventos nacionais como internacionais. Painelista e Conferencista Nacional e Internacional. Jurado do The New York Festival na categoria de Efetividade em Marketing. Conquistou mais de 35 Top de Marketing – ADVB RS/SC/PR Publicitário do Ano em 1998, em 2007, recebeu o Prêmio Colunistas de Propaganda, em 2012, foi destaque empresarial do IBEF.  Fundador e CEO do G5.  O G5 é um ecossistema de empresas com foco na transformação de negócios a partir da inovação de valor com atuação em áreas como, Estratégia de Negócios e Marcas, Comunicação, Tecnologia, Produção Digital, Database Driven, Realidade Virtual e Realidade Aumentada, Live Marketing. Fundador e sócio das seguintes empresas: - TWF/COMPETENCE - GTECH – Innovation Lab (DB Server) - STRONGER - GDATA - SUNBRAND

Ver mais conteúdos
Ver mais conteúdos