fbpx

A palavra mindset é bastante popular no mundo do empreendedorismo.  Quando nos referimos a mindset, falamos dos nossos pensamentos, comportamentos e atitudes.

Em tradução do inglês, a palavra Mindset significa “configuração da mente”, o que nos orienta sobre seu significado.

É importante destacar que, ainda que a configuração da mente seja determinante para sua visão de mundo e comportamentos, o mindset não precisa ser imutável. Ou seja, faz todo sentido falar de “mudar de mindset“, já que é uma habilidade que pode ser desenvolvida.

Carol Dweck, no seu livro “Mindset: a nova psicologia do sucesso“, divide esta configuração da mente em dois grandes grupos: Fixo e de crescimento. No livro ela destaca que o mindset de crescimento tem uma paixão poderosa pelo aprendizado. “Por que perder tempo provando repetidamente o quão bom você é”, escreve Dweck, “quando você poderia estar melhorando?” A pesquisadora foca no fracasso e em como as pessoas encaram essas situações: aquele com mindset de crescimento não só consegue lidar bem com o fracasso, mas também gostar da experiência.

Carol Dweck conclui que uma das mais marcantes possibilidades oferecidas pelo mindset de crescimento, é a de transformar o significado do esforço e fracasso.

Numa sociedade que acredita que o esforço é tarefa exclusiva para aqueles sem capacidade (lembrar a fábula da lebre e  tartaruga), é muito difícil acreditar e olhar para o esforço e o fracasso como ferramentas para o sucesso e crescimento.

Na mudança de paradigma atual, temos nos enfrentado a um câmbio obrigatório e repentino no início do ano 2020 com o surgimento do Covid-19. De um dia para o outro, a humanidade inteira se viu forçada a mudar o local de trabalho, as prioridades e ferramentas profissionais.

Muitas consultorias e especialistas surgiram para auxiliar os profissionais e empresas nesta empreitada, treinando e orientando nas rotinas de trabalho, da vida e ferramentas ideais para o novo normal. Porém, já entrando no final do ano 2021, observamos que muito temos aprendido na teoria, e pouco temos colocado na prática. Porque? Ainda lutamos para mudar nossa mentalidade, para de fato praticar e aprimorar os instrumentos que nos permitam nos adaptar às constantes mudanças que surgem com cada vez maior velocidade.

A maioria reluta com a ideia de aprender do fracasso e de se esforçar com o novo. Para tais efeitos precisamos adotar o que chamo de Mindset Experimental, irmão do mindset de crescimento.

O mindset experimental não concebe a visão de um “modo certo”, mas o jeito que funciona no momento certo. Não há correto, não há um único, mas uma tendência que pode dar certo em determinado momento ou situação. É progressista, mutável, adaptável, temporário e prático.

Como quebrar nosso próprio paradigma e tendência mental de procurar o certo e constante? Como romper com a estrutura que gera conforto na nossa mente e organização?

Experimentando e nos colocando perante o risco nas diferentes situações da vida. Seja no profissional como no pessoal.

Um exemplo que pratico no meu dia a dia, é na prática de esporte de alto risco. Especificamente a escalada em rocha tradicional. Escolho parceiros melhores que eu, procuro situações novas, estilos que quebrem o que já conheço e aumentar o grau de dificuldade para provocar minha mente a sair da zona de conforto de modo constante.

Mesmo que o esporte possa estar longe, aparentemente, do meu aspecto profissional, a maleabilidade e experimentação na que coloco minha mente, acaba sendo situada na prática no meu dia a dia profissional.

Flexibilizando e colocando nossa mente a praticar mudanças e experiências novas constantemente, encarando o fracasso como experiência motivadora, aumentam imensamente nossas chances de adaptação ao constante novo .

Escalada tradicional, Piraí do Sul, Paraná.

Os autores dos artigos, vídeos e podcasts assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo de sua autoria. A opinião destes não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Instituto Dynamic Mindset.

 Comentários

Deixar um comentário

Cris Ljungmann

Cris Ljungmann

Cris é uma apaixonada pelo ser humano, com formação em Antropologia Social e uma forte ênfase nas áreas cultural e social. Incansável viajera pelo mundo, combina seus mais de 15 anos de experiência no ensino desenvolvimento humano, a uma fervente paixão pelo esporte aventura, meditação, arte e vida saudável. Ver perfil completo >>

Ver mais conteúdos
Ver mais conteúdos